Governo de São Paulo e sociedade civil promovem o IV SP TransVisão

Dia 26 de janeiro de 2016 começa mais uma edição do SP TransVisão. Este ano o tema será: “Lei de Identidade de Gênero Já! Todos juntos contra a transfobia”.
O evento é promovido por uma série de parceiros e sediado pela SP Escola de Teatro – “Com o SP TransVisão, a ideia é manter aberto o espaço para o debate sobre a tolerância e a diversidade”, diz Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.
Nossa programação segue do dia 26 ao dia 30 de Janeiro.

Programação do IV SP TransVisão - 2016

Programação do IV SP TransVisão – 2016

A comissão organizadora do SP TransVisão conta com a própria SP Escola de Teatro, em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado de São Paulo, Museu da Diversidade, Mundo T-Girl, Fábrica de Cultura, Assessoria de Cultura para Gêneros e Etnias – ACGE, Coordenação de Políticas para a Diversidade, da Secretaria da Casa Civil,  Associação das Travestis e Transexuais de Osasco – ATTO, Comissão de Atenção à Diversidade Sexual de Osasco, Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da OAB/SP, Família Stronger, Centro de Referência de Defesa da Diversidade – CRD, Associação Centro de Apoio e Inclusão Social de Travestis e Transexuais -CAIS, Instituto Brasileiro de Transmasculinidades -IBRAT, Associação Brasileira de Transgêneros – ABRAT, RedeTrans, Núcleo Especializado de Combate a Discriminação, Racismo e Preconceito,da Defensoria Pública,  Coordenadoria Ministério Séforas e Centro de Referência e Treinamento DST/AIDS-SP, da Secretaria da Saúde, Coordenadroria de Travestis e Transexuais da Associação da Parada do Orgulho LGBT – APOGBLT.

Logo na abertura teremos a roda de conversa “Gênero e Educação”, que tem a participação de Thiago Sabatine (Secretaria de Estado da Educação), Luiza Coppieters (Conselho Municipal de Políticas LGBT) e Sandra Unbehaum (Fundação Carlos Chagas). O papo tem mediação de Brunna Valin.
No sábado, 30, o SP TransVisão irá tomar o extremo sul de São Paulo. Com a exibição dos curtas “Amanda & Monick” e “Em Nome Delas”, seguido de debate, ocuparemos a Fábrica de Cultura Capão Redondo, naRua Algard, 82 – Conjunto Habitacional Jardim São Bento.

Venham prestigiar e participar desses importantes debates para a construção da cidadania plena de travestis, mulheres transexuais e homens trans.

A programação é gratuita.