UM ANO DE PARCERIAS: O Trabalho da ACGE

X ENCONTRO PAULISTA DE HIP-HOP

X ENCONTRO PAULISTA DE HIP-HOP

 

Durante todo este ano, a ACGE esteve presente pautando as políticas culturais para as populações negra, indígena, cigana, de mulheres, LGBT, povos latino-americanos e pessoas com deficiência, por meio do apoio e fomento à projetos que tiveram como produtos culturais desde exposições e peças teatrais à música, dança e cinema, por exemplo.

Também fomentamos o debate sobre a importância da cultura em relação à garantia dos direitos humanos e, em especial, da dignidade da pessoa humana, junto com os movimentos sociais.

A importância é tanta que merece um replay, afinal testemunhamos um momento único, de reconhecimento, com a nossa formalização publicada no Diário Oficial do Estado em 12/01/2016.

As atividades tiveram início com a publicação do texto Hip-Hop na Visibilidade Trans,  que abria uma série de entrevistas com personalidades transexuais, o objetivo era divulgar a Semana da Visibilidade Trans (11 a 15 de janeiro). Para isto ao decorrer do mês apoiamos a uma das datas mais importantes do calendário da ACGE abordando o tema e mostrando vários pontos.

Podemos destacar também outras datas que marcamos presença, com início em 18/03/2016 na 3ª Conferência Estadual LGBT, seguindo com o Dia Nacional do Índio 19/04, 20/04 Dia da Latinidade, 27/04/ Dia Nacional da Caatinga, 29/05 Parada LGBT, 25/07 Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, 05/08 lançamento do Kit Culturas Negra e Cigana em Foco, 25/08 Dia Nacional da Visibilidade Lésbica (com apoio a peça teatral “Arrasada”).

Continuamos com a exposição “Caio Mon Amour” que segue em cartaz no Museu da diversidade sexual, exposição “África em nós” distribuindo quadros temáticos para cerca de dez municípios (comemoração ao dia da consciência negra), Campanha “Sonhar o Mundo: enfrentando nossos preconceitos”, Lançamento do Ebook “Museu Indígenas – saberes e ética, novos paradigmas em debate”, com participação de Noeme Ferreira, Sarau para todos, X Encontro Paulista de Hip-Hop e fechando com a Virada Inclusiva, que ocorreu entre os dias 02,03, 04 de dezembro.

Nas atividades especiais da Assessoria para Hip-Hop se destacam os encontros regionais de Hip-Hop, com apoio nos municípios de Francisco Morato, Atibaia, Rio Claro, Bauru, Santa Barbara D´oeste e Santos.

O X Encontro Paulista de Hip-Hop celebrou a declaração de Paz apresentada a Organização das Nações Unidas (ONU) em 2001. O ponto alto do evento realizado no Memorial da América Latina de São Paulo contou com a apresentação do rapper Rashid.

A Virada Inclusiva idealizada e coordenada pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, conta com uma ampla rede de parceiros e colaboradores, entre eles a ACGE. O evento cresce a cada ano, sinal de que cada vez mais pessoas estão aderindo ao movimento pela inclusão da pessoa com deficiência. No mesmo dia (03/12) comemorou-se o Dia Nacional de luta da Pessoa com Deficiência.

Este ano de trabalho se despedirá com a sensação de dever cumprido, e mesmo que de forma singela, fizemos o possível para estar presente em cada momento importante que abordasse nosso campo de atuação.